O MAGO DO SÉCULO XXI

O mago é aquele ser que domina e que é ativo no cosmo. Esta criatura é imponente, faz o próprio destino acontecer segundo sua vontade. Mas este mago precisa usar roupas chiques? Roupas de seda, portar um pentagrama no pescoço? Logicamente que não. O mago trabalha com a mente, esta sendo seu laboratório.

Não é necessário que ele busque varas mágicas, incensos incansavelmente para sua magia tão extravagante que acaba ás vezes tirando o verdadeiro sentido da magia. Eu costumo misturar um pouco da wicca no meu contexto mágico que uso, embora a wicca possua uma fama entre os “magos” que se dizem poderosos e “melhores”. São estes, os magos “sérios” e sem graça, os caracinzas do ocultismo. É equivalente a rixa no mundo da ciência: físicos x químicos, engenheiros x físicos, exatas x humanas.

Da wicca o interessante é que eles trabalham muito com a natureza. O mago para executar sua magia não necessita possuir o melhor athame, o melhor incenso, o melhor pentagrama, o melhor livro do Universo… Sabendo a utilidade da ferramenta pode muito bem utilizar algo que represente aquilo.

Na magia talismânica, Crowley é categórico ao afirmar que o poder do amuleto quem faz é o mago. Conhece-te para concretizar a sua Vontade  nesta dimensão. É possível fazer magia sem material físico, apenas com a mente.

O exibicionismo é sinal de um ego inflado, o que não é bom. O ego quando inflado pode acabar levando o indivíduo para um caminho sem o consentimento dele. Assim como o ego, o orgulho, a ira, a gula, a avareza, entre outros fatores, acaba amarrando o ser levando a derrota. Essa definição e o porquê dos sete pecados é o que a Igreja deveria fazer com seus  fiéis. Por que o orgulho é ruim? Por que temos que ser generosos e nos policiar para não possuirmos a característica de avareza ou de qualquer outro? Essa resposta é porque o indivíduo acaba sendo escravo do instinto animal interno. O controle desse anima interno é a maior obra de um mago/indivíduo.

Caso o indivíduo deixar-se ser dominado pelo orgulho, ele deixará de executar a própria vontade por algo mesquinho. Quantas vezes você teve vontade de fazer algo, mas por orgulho de não dar o braço a torcer você não fez? Deixou de fazer a Lei. Quem saiu perdendo foi você.

Alguns dizem que o espírito se eleva pela dor. Essa sabedoria significa que o prazer é uma armadilha que escraviza você. O prazer gera inercia e depois para sair da comodidade é difícil e isso gera dependência.

A dor liberta porque o ego é contraído. Com a dor o Homem domina e adestra o animal interior. Esse animal é aquele ser que chora por poucas coisas, que enraivece, que magoa os demais, que se estressa, que mente, que tem gula, que tem impulsividade… A lista é grande. É pela dor que o Homem adquire o chicote astral e consegue colocar ordem no recinto.

Esse tipo de ordem ou adestramento é o controle sobre seu corpo, sua mente e sua emoção resultando na execução de sua Vontade. Algumas técnicas são empregadas por adeptos. Uma delas, quiçá a mais conhecida, é a meditação. Essa técnica consiste em se aquietar e dominar seus pensamentos observando-os inicialmente e depois controla-los até a vacuidade (sem pensamentos). Esse estágio faz com que você elimine ideias ou sugestões vindo do externo. Pensamentos que vem de você como: “Não vá, não vai dar certo”, “Pare agora, ele (a) te acha feio (a)”, “Eu sou gordo (a)”, “Ai que vergonha”, “Vivo na pobreza, nunca vou sair dessa”.

A meditação também pode auxiliar ao adepto controla o próprio corpo. O corpo muitas vezes toma rumo sozinho, dando a você uma dor que não existe, um desconforto, uma “vontade” de comer, uma sede sem controle… etc.

Isso é o que o mago ou iniciado busca fazer. São estágios iniciais de um mago em ascensão.  Penso que o mago do século XXI vive em um mundo diferente daquele que vivia na idade média. Ou não? Alguns indivíduos pensam que não, basta olhar para o lado e notar os conceitos e suas condutas.

Em pleno século XXI com a tecnologia adquirida depois do BUM científico do século XX, temos em nossas mão um mundo de diversidade, conectividade, ferramentas inusitadas e uma gama infinita de criatividade para poder ser usada. O comportamento do Homem mudou e o sistema social também, mas ainda não se pode fazer magia em praça pública.

O mago do século XXI é moderno, possui celular, tablete, livros em PDFs, roupas de marca, carro, emprego comum, esposa/esposa, filhos que vão para a escola junto com o filho do deputado, do advogado, do engenheiro, do professor… Enfim. O círculo social do mago atual é outro, mas ainda nos referenciamos com a magia de 1450 para cá.

O mago nos dias atuais tem mais liberdade e opção para executar sua magia. Ele um espaço de apartamento ou uma casa mais isolada para obter um silencio confortável e poucos utensílios. Com um pedaço de  papel, caneta e velas ele consegue fazer muita coisa.

Em pleno século XXI o mago pode otimizar o  método de executar sua magia. Gravando um simples áudio em MP3 pode colocar para rodar um mantra o dia todo e ouvir no seu fone de ouvido. Pode usar software para gerar mensagens subliminares em um processo de hipnose… Pode entrar em contato com outros magos pela internet e usar blogs para espalhar a sua ideia ou princípio (grimoires modernos).

Embora o mundo passou por diversas mudanças a visão do mago continua a mesma e não é mais. A referência de mago é aquele Merlin da terra Celta. Será que somente aquela forma funciona?

Hoje em dia não precisa-se mais comprar livros de magia para poder executá-la. A internet facilitou muito a busca de informação e a adaptabilidade do mago deve ser levada à modernidade. Essa adaptabilidade faz com que ele seja discreto. Já dizia Levi, magia não é profissão.

Dark Night

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s