Memórias de Enki- parte I

image

Dos documentos
Sagrados de Nibiru, 
a revelação da origem
Anunnaki.

Mitologia Suméria:

A Sociedade Fnordiana Discordiana apresenta a incrível história dos” que dos Céus vieram e desceram à Terra” , mais comumente chamados de Anunnaki.

Baseado na Novela de Joan Cornella e dos cinco POEE Illuminati.

Das declarações de Enki ao escriba sumério Endubsar.

Uma vasta linhagem em Nibiru se fez. Haviam duas nações que se guerreavam entre si. O povo do Sul e o povo do Norte. Decidiram então proclamar um rei e uma rainha. Um de cada nação, para proclamar a unidade.
O primeiro rei foi An. Sua esposa Antu lhe deu três filhos. O primogênito tomou posse do reinado. Seu nome era Anki. Morreu sem dar linhagem. O sucessor foi seu irmão do meio. Seu nome era Anib. Sua esposa, Ninib lhe deu o sucessor Anshargal.  Assim foi se alastrando a linhagem e sucessões até que Enshar (quinto da geração)  teve um filho com uma concubina.  Esse filho tomou posse. Seu nome era Duuru. Sua esposa, Dauru. Estavam saindo da linhagem de AN, o rei supremo. O filho de Duuru era adotado.  Seu nome era Lahma.  Sua esposa,  Lahama – aquela que está do meu lado,  fora escolhida.

Nibiru tinha fartura, comida, felicidade, alegria… mas uma onda de seca começou a se alastrar desde os reinados passados.  A causa da seca, dos campos magros e da falta de alimento, se dava por um buraco na atmosfera de Nibiru. Os eruditos,  sábios e cientistas discutiam uma maneira de resolver o problema.  Foi tentado estourar os vulcões para que mandassem gases a atmosfera,  fazendo- a espessa novamente.  A atmosfera de Nibiru fazia em tempos longe do Sol, uma temperatura aquecida e em tempos próximo do Sol,  protegia contra os raios poderosos da grande estrela brilhante.

Os Vulcões não resolveram. Uma alternativa era depositar substâncias na atmosfera, mas seus empreendimentos não deram certos,  pois o que subia aos céus, logo descia. 
Uma substância que poderia ficar suspensa no ar, seria o Ouro. Pois este poderia chegar a um pó tão fino que poderia permanecer nos ares.  Porém o Ouro era escasso em Nibiru.  Um planeta longínquo dali obtinha Ouro. Esse Planeta era o sétimo.

O Rei de Nibiru não tinha mãos firmes em decisões. Seu sangue não corria a semente de AN. Lahma foi morto por Alalu e então tomou posse do reinado. Alalu era descendente de um dos filhos de Arshargal com uma concubina. Mas um outro reclamou o reinado. Aquele que descendia do filho mais novo, do terceiro filho de AN com Antu.  Seu nome era Anu. A assembleia concordou em deixar Alalu como rei e o filho de Anu casar- se com a filha de Alalu,  para consagrar a unidade em Nibiru.

Passou tempos, Alalu não satisfez os desejos do povo e não havia restaurado a atmosfera de Nibiru.  Descontente,  Anu convocou Alalu para uma briga, uma luta braçal,  nus. O vencedor tomaria o reinado.  Anu foi vitorioso. Alalu correu dali, com medo de ser assassinado como Lahma,  pegou um dos carros celestes e foi em direção ao planeta em busca de ouro.

Esse planeta era Terra, chamado de Ki.

Ki foi formado por uma colisão entre Nibiru e Tiamat.  Ambos planetas que orbitavam o celeste antes de tudo começar. Nibiru era muito maior que Tiamat. Com a colisão,  o ouro que Tiamat tinha, ficou com a Terra (Ki) . A principal lua de Tiamat,  Kingu,  ficou com Ki. Hoje a conhecemos por Lua.

Alalu chegou a Terra,  percebeu que a atmosfera era compatível e foi analisar as águas e pântanos em busca de ouro. De fato, o aparelho acusava ouro. Mandou um recado para Nibiru falando da descoberta e reclamou o reinado.
Com cautela, a corte decidiu enviar um filho de Anu para Terra em uma expedição a procura de ouro,  para trazer à Nibiru. O enviado foi Ea.
Um outro filho de Anu, Enlil,  permaneceu em Nibiru.

Ea,  junto  com Anzu e mais outros 50 heróis foram em direção a Ki.

Chegaram em Ki e foram saudados por Alalu. Alalu foi nomeado rei de Eridu, o Lar longe do Lar.

Fim do primeiro relato sobre a vinda dos Anunnaki.

Continua. ….

Sinopse

– estabelecimento e os sete dias
– ouro levado à Nibiru
-A vinda de Enlil para Ki.
-extração do ouro

Fonte:  do Livro perdido de Enki- Zecharia Sitchin.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s